Camarinhas... Quem se lembra delas?






Para surpresa minha, vi hoje, no mercado da Figueira da Foz, camarinhas à venda. Ali estavam elas, em destaque, entre outros aperitivos. Logo me lembrei dos meus tempos de menino em que íamos apanhar camarinhas à mata de São Jacinto. Era normalmente ao domingo que isso acontecia. Durante a semana, não havia hipótese de qualquer peregrinação com esse propósito.
Diz a Wikipédia que a camarinheira floresce entre março e maio, sendo possível a apanha das camarinhas entre julho e setembro. Está portanto na hora de ir às camarinhas.
Não me recordo de haver camarinhas na mata da Gafanha, mas tenho bem presente que as havia em São Jacinto.
Tenho a ideia de que o passeio ao outro lado da Ria não seria tanto pelas camarinhas, mas sim pela passeata e pelos namoricos. Porque, no fundo, comíamos uma mancheia delas e ficávamos satisfeitos. De qualquer forma, hoje, no mercado, as camarinhas à venda trouxeram-me boas lembranças.


- Posted using BlogPress from my iPad

Comentários

dom.Zília disse…
As camarinhas eram um fruto muito pequenino, mas muito apreciado que se encontrava, com abundância, nas matas de S. Jacinto, Mira, etc
Paralelamente com o seu sentido real, a expressão "Ir às camarinhas" tinha um sentido brejeiro, lascivo, relacionado com o habitat natural, onde crescem, el plena natureza selvagem... O povo tem uma imaginação......
dom.Zília disse…
lembro-me, muito bem, como me lembro do sentido brejeiro que era atribuído à expressão"Ir às camarinhas!" Isto tem a ver com o habital natural destas pequenas bagas e da imaginação criadora do povo!

Mensagens populares deste blogue

A Ponte da Cale da Vila que ruiu

Famílias Tradicionais da Gafanha

A Borda