Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2010

Armando Ferraz, um artista iletrado

Imagem
Armando Ferraz: O último fantocheiro

A Gafanha da Nazaré pode orgulhar-se de ter entre as suas gentes um artista popular que, mesmo iletrado, se tornou famoso. Foi, decerto, um dos últimos fantocheiros, ao jeito daqueles que andavam de feira em feira a exibir a sua arte. Era ele Armando Ferraz, que morava no «canto dos zanagos», perto do “Zé da Branca”, onde convivia com amigos, saboreando um qualquer aperitivo ou digestivo. Trabalhava na JAPA e distinguiu-se, entre nós, como artista um pouco de tudo. Foi ensaiador de ranchos e marchas, sendo exímio na preparação de encadeados ou entrançados. Mas a sua arte preferida, aquela que levou até ao fim da vida, foi a dos fantoches, também chamados robertos. Calcorreou arredores da nossa região, ensinou na Universidade de Aveiro as suas habilidades na confecção do necessário para apresentar os fantoches, embrulhados em estórias que ele muito bem sabia urdir e exibir como ninguém. Apresentou-se na Figueira da Foz e no Algarve. Aqui até deixou alg…

D. João Evangelista respirava melhor quando vinha à Gafanha

Imagem

Santuário de Schoenstatt faz hoje anos de inauguração

Imagem
Santuário em construção
No dia 21 de Outubro de 1979 foi solenemente inaugurado o Santuário de Schoenstatt na Colónia Agrícola da Gafanha da Nazaré, em cerimónia presidida pelo Bispo de Aveiro, D. Manuel de Almeida Trindade. Participaram muitos membros do Movimento, bem como peregrinos, simpatizantes e amigos, todos envolvidos na esperança de contribuírem para a construção do homem novo para uma nova sociedade, seguindo a espiritualidade apoiada em três grandes pilares: Nossa Senhora, Santuário e Fundador do Movimento, Padre Kentenich A 25 de Março do mesmo ano, dia da inauguração da Casa das Irmãs de Maria, D. Manuel benzeu o terreno, onde, logo de seguida, se daria início à construção daquele Santuário. Em 20 de Maio procedeu-se à bênção da Primeira Pedra e no dia 21 Outubro aconteceu então a grande festa. A Primeira Pedra, a Pedra Angular, veio de Roma e foi abençoada pelo Papa João Paulo II *. Tem incrustada na face frontal uma outra pedra trazida do túmulo de S. Pedro e sob a qual e…

ARROZ DOCE À MODA DE ÍLHAVO

Imagem
(Clicar nas fotos para ampliar)
Nota: Colaboração de António Angeja

Costa Nova e não só...

Imagem
Pois é...


Aí têm um texto de 1918 relativo à praia da Costa Nova de então... e para vos enquadrar aí vão dois documentos de 1911 sobre um cocheiro e possivelmente uma daquelas diligencias... Se elas forem recriadas nas praias é simplesmente uma recreação da historia...
António Angeja


Praia da Costa Nova


“No concelho de Ilhavo, a 7 quilometros de distancia da séde municipal, e a 10 quilometros de Aveiro, fica situada esta praia de banhos, servida por uma boa estrada, havendo, durante a época balnear, carreiras de diligencias e de automoveis para serviço dos banhistas, que ali concorrem em grande numero, principalmente os das sedes dos dois concelhos indicados, e ainda muitos de outras localidades do distrito. Muitas famílias costumam ir veranear para a Costa Nova, servindo-se das diversas casas que ali ha para alugar durante a época propria. A vila de Ilhavo está situada S.E. da parte central da grande ria de Aveiro, uma legua a S.O. da estação daquela cidade, e tem uma só freguezia, a de …

GAFANHA

Imagem
Origens do vocábulo Gafanha

Fernando Martins

Ao longo da minha vida abordei vezes sem conta a questão da origem do vocábulo Gafanha. Outros o fizeram do mesmo modo. Todos na ânsia de descobrir qual a sua verdadeira fonte. Uns ficam convencidos duma razão e outros tantos discordam dela. Não vale a pena voltar ao assunto em pormenor, porque estaria a malhar em ferro frio. Aqui deixo, contudo, uma síntese, só para dizer que talvez valha a pena alertar os nossos concidadãos para a decifração do enigma, como passatempo interessante. Só isso. Por norma descartamos a ideia dos gafos (leprosos), muito embora eles existissem na região de Vagos e Mira. Ainda há poucos anos foram detectados alguns casos. O Hospital Rovisco Pais não foi instalado na Tocha por acaso. A gadanha, que a MG refere, até estaria em sintonia com o linguajar dos primeiros gafanhões, habituados que estavam a trocar as consoantes. Ainda hoje há quem o faça. Gafar como imposto e vasilha para transportar sal podia, muito bem, es…

Efeméride: 5 de Outubro de 1910

Será que os gafanhões estiveram a par do que se passou em Lisboa nessa data?


Em 5 de Outubro de 1910 é implantada a República em Portugal, gerando um ambiente de crispação entre os defensores do antigo regime e do novo, como é natural. Imbuída do espírito anticlerical, até parece que a Igreja Católica e os seus seguidores são inimigos a abater, acusados de serem a razão do atraso em que vivíamos. Aliás. Antero do Quental, numa “Conferência do Casino”, em 27 de Maio de 1871, atribui ao catolicismo «as causas da decadência dos povos peninsulares». Com a lei da separação de 20 de Abril de 1011, há a nacionalização dos bens da Igreja, a abolição do ensino religioso nas escolas e a perseguição ao clero, em especial aos jesuítas e a quantos se mostrem discordantes das ideias republicanas no poder. De positivo, salientamos a separação da Igreja e do Estado, pondo fim a séculos de convivência, nem sempre pacífica. Decreta-se a lei do divórcio e tratamento igual para todas as religiões, terminand…