segunda-feira, 30 de julho de 2012

Grande interesse pelas nossas raízes





Tenho verificado, no dia a dia, grande interesse por parte de muita gente jovem (e menos jovem) pelas nossas raízes, sobretudo nas redes sociais, graças à visibilidade que elas proporcionam.

Já lá vai o tempo em que eu me sentia obrigado a chamar a atenção de certos dirigentes associativos para a premência de envolverem a nossa juventude nos estudos de temas gafanhões, verificando, presentemente, com muita satisfação, que não falta quem o faça. Ainda bem que assim é, porque a minha geração tem de dar lugar aos mais novos.



- Posted using BlogPress from my iPad

domingo, 29 de julho de 2012

TECENDO A VIDA UMAS COISITAS - 301


PITADAS DE SAL – 31


SAL DE AVEIRO

Caríssima/o:

Existe a canção “Sal de Aveiro", composta pelo Prof. Severino Vieira, ainda hoje cantada pelos grupos culturais da cidade:

«Oh linda ria de Aveiro
De beleza sem igual
Dás à cidade o letreiro
Veneza de Portugal!

Para matar o desgosto
Que ao coração nos traz mágoas
Vamos mirar nosso rosto
No espelho das tuas águas...

SAL DE AVEIRO, SAL DE AVEIRO
DE TODOS O MELHOR SAL!
SAL DE AVEIRO ÉS O PRIMEIRO
O MELHOR DE PORTUGAL!

Nós somos da beira-mar,
Vivemos ao pé da ria
Nela sempre a lutar
Pelo pão de cada dia...

Sal de Aveiro é o produto
Do nosso intenso lidar...
Sal de Aveiro é o fruto
Dos homens da beira-mar!»


Já estou a ver alguns a torcer o nariz! Mas a Ria é de …Aveiro! E as marinhas?

Manuel

sábado, 28 de julho de 2012

Padre Feytor Pinto falou da paz em Ílhavo



“Se os pobres não deixarem de o ser não pode haver paz….”


Vítor Feytor Pinto

Numa noite em que havia futebol na tv e começavam as Olimpíadas em Londres, mais de uma centena de pessoas esteve no auditório do Museu Marítimo de Ílhavo para assistir à palestra do Padre Vitor Feytor Pinto subordinada ao tema “A Paz e o Desenvolvimento Solidário.
Sérgio Ribau Esteves, Presidente do Rotary Club de Ílhavo, afirmou ser um orgulho para o Club a presença do orador, anunciando que no próximo mês de setembro estará presente o médico Manuel Antunes, Diretor do Centro de Cirurgia Cardiotorácica dos Hospitais da Universidade de Coimbra, que falará sobre o Serviço Nacional de Saúde.
Ao iniciar a palestra o orador, salientou a importância no mundo do Rotary, tendo destacada a campanha contra a poliomielite que, graças à sua ação, está praticamente irradiada, lembrando também as ações dos Rotários na construção da paz e da solidariedade entre os povos.

Grandes Veleiros no Porto de Aveiro

Entre 3 e 6 de agosto




Com tem sido amplamente divulgado, Grandes Veleiros vão  estar entre nós, no Porto de Aveiro, havendo festa no Jardim Oudinot.

Veja mais aqui

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Aveiro: "Regresso às Aulas 2012"



«A Câmara Municipal de Aveiro vai lançar, à semelhança de anos anteriores, a Campanha “Regresso às Aulas 2012”. Trata-se de uma iniciativa desenvolvida no âmbito do Aveiro Solidário e que surge integrada no Projeto RAF – Respostas de Apoio à Família. Pretende apoiar crianças, jovens e as suas famílias no que diz respeito às despesas inerentes à frequência escolar, através da troca de material e livros escolares.»

Ler aqui

terça-feira, 24 de julho de 2012

Orlando Figueiredo recita poesia em Espanha







- Posted using BlogPress from my iPad

Dia do Alfaiate e da Modista

Por Maria Donzília Almeida





Longe vão os tempos em que a costureira, na aldeia, era uma figura de estilo! Andava de casa em casa, a prestar o seu serviço, às famílias, fazendo-se acompanhar da sua ferramenta de trabalho – a máquina de costura, normalmente uma Singer.
Costureira era uma profissão de topo, numa sociedade rural em que na hierarquia feminina, a mulher era uma trabalhadora indiferenciada, que nem sequer conquistara o título de camponesa! Este, só no Alentejo, associado a uma certa conotação política, personificado na figura de Catarina Eufémia!
Cada família tinha a sua costureira, que ia confecionar a roupa necessária, por medida e ao gosto particular da mãe e dona de casa.

domingo, 22 de julho de 2012

Praia da Costa Nova

Texto de Inês Nadais, no Fugas

Marina da  Costa Nova (Foto do meu arquivo)


Só para alguns, os nossos

O que se segue não é o melhor que se pode dizer de uma praia, mas a Costa Nova não é para todos, só para alguns, os nossos. Portanto, toda a verdade: mesmo em Agosto, não se sai daqui vivo sem um bom casaco de malha, que as noites são de fazer fila na roulotte do Zé da Tripa e o Verão, entre a ria e o mar, não é de ferro (enfim, tem os seus momentos). Expliquemo-nos: não há praia como a Costa Nova - ou melhor, há, mas nenhuma tem um areal tão enorme e tão branco, nem um mar que dê tanta luta, nem uma nortada tão capaz de acordar os mortos -, mas não vale a pena esperar milagres tropicais. Estamos verdadeiramente no Atlântico Norte, um banho de mar pode ser uma grandessíssima tareia e o corta-vento é da tradição. Posto isto, a Costa Nova continua a ser, para citar um gigante, Eça de Queirós, "um dos mais deliciosos pontos do globo", onde estamos sempre "em grande alegria" - mesmo que o palheiro do republicano José Estêvão, onde o escritor se alojou em 1844, já não receba forasteiros e os pescadores tenham trocado as suas casas às risquinhas por apartamentos com marquise. Teremos sempre as enguias, uma estrada encantada para ir de bicicleta até à Vagueira - e o plano B de ir para a ria, quando a bandeira está vermelha. Certo, guardámos o melhor para o fim: a Costa Nova não é uma praia, são duas.

Inês Nadais

Jovem Criador




«Estão abertas as inscrições, até ao dia 3 de outubro, para o “Aveiro Jovem Criador 2012”, na Casa Municipal da Juventude de Aveiro: pintura, escrita, fotografia e arte digital são as áreas a concurso.
A 13.ª edição do concurso “Aveiro Jovem Criador”, instituído pela Câmara Municipal de Aveiro, pretende promover a participação de todos os jovens artistas nas áreas da pintura, escrita, fotografia e arte digital, bem como o reconhecimento de novos talentos através da apresentação de trabalhos originais e inéditos.»

Ler mais aqui

Tecendo a vida umas coisitas - 300


PITADAS DE SAL – 30


LENDA DINAMARQUESA


Caríssima/o:

Conta a lenda que a água do mar é salgada...

"Conta a lenda dinamarquesa que a água do mar é salgada, porque duas mulheres gigantes estão no fundo do oceano a moer sal.
Tudo começou quando um rei escandinavo as raptou da Terra dos Gigantes e ordenou que moessem sal com duas pedras mágicas.
Elas moeram tanto sal que afundaram o navio e ainda hoje estão sentadas no fundo do mar a moer sal."

É uma lenda … mas será bom que as mulheres continuem a moer e que o sal continue a sair das pedras mágicas!
                                                             Manuel

sexta-feira, 20 de julho de 2012

A Ria de Aveiro


A propósito da efeméride gafanhoa que publiquei no Timoneiro e no meu blogue Galafanha, Mons. João Gaspar teve a gentileza de me enviar um texto muito esclarecedor, que aqui transcrevo. De facto, ao considerar que, na altura, D. João ainda era padre, cometi um erro. Afinal, o passeio de D. João à Barra aconteceu em 20-7-1909 (faz hoje 103 anos) , tendo sido sagrado bispo em 29-6-1909.
Apresento as minhas desculpas a Mons. João Gaspar, que selecionou os escritos do primeiro Bispo da restaurada Diocese de Aveiro, para o livro “Aveiro, suas gentes, terras e costumes”, que veio a lume em 1967. Da mesma forma, peço desculpa aos meus leitores.

Fernando Martins

^^^^^^^^
Mons. João Gonçalves Gaspar


Caro Diác. Fernando Martins.

Cumprimentos amigos.
Agradeço o seu Blogue. Tomo a liberdade de escrever a propósito estas palavras simples.
O sr. D. João Evangelista de Lima Vidal escreveu o texto "Ex ore infantium" em finais de 1911, quando já estava em Luanda. Foi uma recordação do último passeio que deu desde as Pirâmides até à Barra (20-07-1909), antes de ir para Lisboa, a fim de embarcar para Luanda em 01 de Agosto de 1909. O artigo foi publicado num dos jornais de Aveiro (ou Águeda?).
Em 1914, ele próprio, tendo já regressado a Portugal, publicou o livro "Lições da Natureza e dos Homens", incluindo aí as diversas notas que escrevera em Luanda, desde 1911 até 1913; neste artigo ou nota conservou o mesmo título (pgs. 188-190).
Em 1967, quando fiz a seleção de textos do sr. D. João Evangelista, tive a liberdade de dar ao mencionado texto o título de "A Ria de Aveiro" (pgs. 125-126).
Como sabe, D. João Evangelista foi nomeado bispo de 'Angola e Congo' (era só uma Diocese) em 29-04-1909 e recebeu a sagração episcopal em 29-06-1909, na sé de Coimbra. Por isso, quando foi à Barra para se despedir destas nossas terras e da ria, já era bispo... e não apenas sacerdote (e cónego) de Coimbra. Por isso, parece-me que há uma inexatidão no título da "Efeméride Gafanhoa", no último "Timoneiro"; naquela data, já era D. João Evangelista...

Desculpe todo este arrazoado. Deve servir para pouco ou para nada.
Aveiro, 20-07-2012 (o passeio de D. João faz hoje 103 anos). Também recordamos neste dia o saudoso Arcebispo-Bispo de Aveiro.

P. João Gaspar

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Os passeios são para as pessoas

Como acontece frequentemente, hoje fui dar a minha caminhada, devagar para chegar mais longe. Velha história sempre atual. Uso, com é suposto, os passeios, porque as ruas são para os veículos. Acontece que, muitas vezes, tenho de saltar para a rua, porque o passeio está ocupado por automóveis e carrinhas, decerto para dar mais espaço a quem circula pela estrada.
Ainda não há muito tempo, eram as árvores plantada nos passeios da Av. José Estêvão (vejam bem como escrevi o nome do grande tribuno) que impediam a circulação de pessoas, carrinhos de bebés e cadeiras de rodas. Também alguns carros ajudavam, ocupando os passeios. Agora, apelo à boa vontade dos condutores para que deixem os passeios livres. Os caminhantes agradecem.

Nota: Não publico foto para não denunciar o infratores. É que não tenho estilo de delator...

- Posted using BlogPress from my iPad

Grandes Veleiros voltam ao Porto de Aveiro


Santa Maria Manuela


Os Grandes Veleiros, com os maiores e mais deslumbrantes  navios do mundo, voltam ao Porto de Aveiro, integrando o “Ílhavo Sea Festival 2012”,  iniciativa do município ilhavense, entre 3 e 6 de agosto. Trata-se de mais uma grande festa, realizada no âmbito das comemorações dos 75 anos do Museu Marítimo de Ílhavo, associando-se ainda ao 75.º aniversário da Sagres, do Creoula e do Santa Maria Manuela. O regresso dos Grandes Veleiros à nossa terra proporcionará um amplo conjunto de ações de natureza cultural, social e desportiva, atraindo, naturalmente, muita gente de todo o país e não só.

IX Concurso “Olhos sobre o Mar”



Exposição a não perder



A Câmara Municipal de Ílhavo ratificou a decisão do Júri do IX Concurso de Fotografia “Olhos sobre o Mar”, em relação à atribuição dos prémios. Nesta edição participaram 71 fotógrafos de todo o País, com um total de 341 trabalhos relacionados com o Mar.
A entrega dos prémios decorrerá no dia 23 de agosto no Navio Museu Santo André, local onde ficarão expostos os melhores trabalhos durante o referido mês, integrados no programa do “Mar Agosto 2012 – Festas do Município de Ílhavo”.

Pescadores solidários com a Misericórdia de Ílhavo



Decorreu recentemente no mar, frente às praias da Barra e Costa Nova, o VII Torneio Internacional de Pesca de Alto Mar Município de Ílhavo, organizado pela Associação de Pesca Desportiva Costa Azul, com sede na Marina Clube da Gafanha da Encarnação.
Participaram 75 pescadores que, no final, através do presidente daquela associação, João Cardoso, ofereceram o pescado à Santa Casa da Misericórdia de Ílhavo.
Para o provedor da Santa Casa, Fernando Maria, este gesto, não sendo o único, é uma demonstração de solidariedade por pessoas vindas de todo o país, para com uma instituição que cada vez mais precisa do apoio da comunidade para continuar a ajudar quem mais precisa.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

FARAV no Cais da Fonte Nova



«A FARAV 2012 – Feira de Artesanato de Aveiro vai realizar-se de 27 de julho a 5 de agosto no Cais da Fonte Nova, em Aveiro. Noventa artesãos, a grande maioria credenciados, vão marcar presença no evento com espetáculos todas as noites.
Durante dez dias, a FARAV 2012 vai mostrar o artesanato mais genuíno. Olaria, bordados, pintura, cerâmica, joalharia são apenas alguns dos trabalhos, verdadeira arte manual, em exposição e para venda ao público.
Para além do melhor artesanato, o público poderá ainda provar e comprar as mais saborosas iguarias: presuntos, queijos, pão-de-ló de Ovar, pastéis de Tentúgal, licores vários, compotas, vinhos e doçaria da Madeira, entre outros. A zona alimentar da FARAV 2012 é constituída por tasquinhas e uma área de esplanada especialmente criada para o efeito.»

Fonte: Site da CMA

terça-feira, 17 de julho de 2012

"Ai Portugal, que te vais à vela"

As nossas paisagens vistas pelo padre João Evangelista em 1909





«Deixem-me ir hoje, no meu rico vagar, pela estrada que de Aveiro vai ter à Barra.
A começar nas Pirâmides.
Mas antes de lançar pés à suavíssima marcha, esperemos que avance e que passe uma vela que se mostrou ao longe, vinda certamente com pescaria miúda das costas de São Jacinto em demanda do nosso canal.
Já se distinguem perfeitamente os clássicos e variados remendos do pano: um xadrez, meus amigos, um verdadeiro xadrez!
À escota vem um marnoto de idade, de ceroilas curtas, nem chegam aos joelhos: de camisola azul ferrete, grossa como uma tábua, grossa como um cortiço, aberta à boca do peito; de carapuço de lã na cabeça, com a ponta derrubada para a nuca e terminada por uma bolinha.
— Linda manobra, sim senhora, linda manobra.
— Pois c’anté! — responde o velho, descobrindo a venerável cabeça.
A estrada não é muito larga nem dá muitas voltas para chegar ao seu aprazível e benfazejo destino: mas de ambos os lados tem uma renda finíssima de tamargueiras que mergulham os troncos na água e que se vêem surgir na maré-baixa, de entre os calhaus arroxados e humedecidos da margem.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Moliceiros de luto...

Moliceiros na  Ria  tapados de preto... em 2012
Por Ana Maria Lopes


«Barcos moliceiros sobrantes, tradicionais, navegaram, à vela, na Ria, com os painéis tapados de preto, em exteriorização de pesar e revolta, pelo cancelamento da Regata da Ria com inerente concurso de painéis.
Já sabemos, mas as imagens e o slogan NÃO MATEM OS MOLICEIROS comprovam-no. Esperemos e desejamos que a organização tire, ao menos, algum resultado, para além da satisfação pessoal.»

Ver aqui

domingo, 15 de julho de 2012

Tecendo a vida umas coisitas - 299


PITADAS DE SAL – 29


MARINHAS: ESTADO ATUAL


Caríssima/o:

Como se vê pelas imagens, o estado atual das nossas marinhas não é muito animador; retrato do abandono e da desolação. De fato, muito se tem dito e escrito; não vale a pena acrescentar seja o que for, não altera a situação e deixa-nos sempre um amargo de boca tanto ou mais difícil de tragar que uma boa pitada de sal fresco.
Contudo, permitam que transcreva ideias em frases soltas que nos ajudarão a navegar por estas águas (não cito o autor no propósito de alertar a nossa resistência crítica):
«A jurisdição sobre a Ria tem estado dispersa por inúmeras entidades e foi concentrada, recentemente, na administração da bacia hidrográfica, ainda em instalação.»
«Os canais e esteiros da Ria estão sem manutenção desde que essa competência foi retirada à administração portuária, e os problemas têm-se agudizado devido ao assoreamento, ao abandono das explorações de sal que travavam o avanço das águas e à intrusão salina em terrenos agrícolas.»

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Dia do Agricultor

Por Maria Donzília Almeida





“O tempo gasto no cultivo dos campos é muito doce.“

Ovídio


Neste dia, em que se presta homenagem ao agricultor, é interessante conhecer um pouco, sobre esta importante e antiquíssima atividade humana.
Longe vão os tempos em que a imagem duma carroça, a chiar nos gonzos, passava, pachorrentamente, nas estradas das Gafanhas. Se, puxada a vaca leiteira ou amarela, ia sem carga, não raro, via-se abolastrada no seu interior, a mulher com as alfaias agrícolas, sendo a vaca conduzida pela soga, na mão de um filho ou parente. Esta cena bucólica era recorrente numa aldeia rural, em que a agricultura absorvia as energias e o trabalho das mulheres, principalmente, e dos poucos homens que detinham o título de lavradores.

Camarinhas... Quem se lembra delas?






Para surpresa minha, vi hoje, no mercado da Figueira da Foz, camarinhas à venda. Ali estavam elas, em destaque, entre outros aperitivos. Logo me lembrei dos meus tempos de menino em que íamos apanhar camarinhas à mata de São Jacinto. Era normalmente ao domingo que isso acontecia. Durante a semana, não havia hipótese de qualquer peregrinação com esse propósito.
Diz a Wikipédia que a camarinheira floresce entre março e maio, sendo possível a apanha das camarinhas entre julho e setembro. Está portanto na hora de ir às camarinhas.
Não me recordo de haver camarinhas na mata da Gafanha, mas tenho bem presente que as havia em São Jacinto.
Tenho a ideia de que o passeio ao outro lado da Ria não seria tanto pelas camarinhas, mas sim pela passeata e pelos namoricos. Porque, no fundo, comíamos uma mancheia delas e ficávamos satisfeitos. De qualquer forma, hoje, no mercado, as camarinhas à venda trouxeram-me boas lembranças.


- Posted using BlogPress from my iPad

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Ílhavo é cidade há 22 anos






A Câmara Municipal de Ílhavo e a Junta de Freguesia de São Salvador realizam amanhã, sexta-feira, 13 de julho de 2012, um conjunto de ações para assinalar o 22.º Aniversário da Elevação de Ílhavo a Cidade, centrando atenções no programa de Regeneração Urbana do Centro Histórico da Cidade de Ílhavo (RUCHI) que se encontra em fase final de execução.
Neste âmbito, vimos por este meio convidar V.ª Ex.ª a participar nas visitas de trabalho que vão decorrer durante a tarde, com o seguinte programa:

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Semana Jovem em Ílhavo

13 a 20 de julho





"A Câmara Municipal de Ílhavo realiza, entre os dias 13 e 20 de julho, a edição 2012 da Semana Jovem, renovando uma querida e tradicional iniciativa de ambiência jovem no nosso Município, que leva a todas as suas Freguesias um vasto leque de actividades em áreas tão distintas como a Música, o Desporto, a Arte, a Formação, entre outras.
Não percas esta oportunidade de viver estes dias do mês de julho de uma forma alegre, divertida e, acima de tudo, diferente.
As inscrições já se encontram abertas nos Fóruns Municipais da Juventude."

Li aqui


- Posted using BlogPress from my iPad

Viver a Ria com Feira do Sal






"De 12 a 15 de julho vai decorrer o evento “Viver a Ria” na Rua Homem Cristo (Fórum Aveiro) do qual se salienta a "Feira de Sal".
Organizado pela Câmara Municipal de Aveiro em parceria com a ADERAV – Associação para o Estudo e Defesa do Património Natural e Cultural da Região de Aveiro, o evento engloba várias iniciativas de índole cultural a patrimonial, das quais se destaca a sétima edição da Feira de Sal e que tem como principais objetivos difundir e dar a conhecer os valores patrimoniais locais e promover o sal marinho artesanal e a Ria de Aveiro.
O programa de “Viver Aveiro” contempla ainda atividades experimentais diversas, de sensibilização patrimonial, de enriquecimento cultural, de caráter lúdico e também de natureza pedagógico-didáticas."

Li aqui



- Posted using BlogPress from my iPad

terça-feira, 10 de julho de 2012

Escolas da Gafanha da Encarnação em convívio

Por Maria Donzília Almeida





Hoje, num dia de pleno verão, com uma brisa a refrescar o rosto, decorreu o nosso convívio de final do ano letivo 2011/2012.
Depois de um ano árduo de trabalho, com todas a s atribulações que isso implica, temos o direito, há longo tempo conquistado, a uns momentos de convívio, longe do burburinho de que os nossos ouvidos estão impregnados.
Sem as adoráveis criancinhas, a escola não teria razão de existir, mas é salutar e indispensável que se façam pausas periódicas para descomprimir e para se acertar o passo!

Diocese de Aveiro vende casa histórica

Igreja vende palacete por não ter verba para mantê-lo, no JN



- Posted using BlogPress from my iPad

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Férias em Aveiro



Passeio pela Ria

Longe de mim a apologia das crises económicas e sociais. Nada há melhor do que a estabilidade a diversos níveis. Contudo, as crises podem estimular a nossa criatividade e levar-nos à descoberta do que de importante nos rodeia, como é o caso da minha proposta para este verão. Vamos então descobrir Aveiro.

Com a BUGA

Seminário


Porque não haverá dinheiro para grandes despesas, vamos desta feita até Aveiro, capital do Distrito do mesmo nome e cidade vizinha e amiga. Peguemos numa BUGA, de que se fala há anos e que alguns de nós nunca utilizámos, apesar de gratuita. Desportivamente, pedalando sem pressas, vamos até ao Parque e Jardim Infante D. Pedro. Umas voltas, uns olhares para o arvoredo e para os jardins; depois, um saltinho até ao Seminário de Santa Joana Princesa, belo edifício com traça representativa dos anos 50 do século passado. Ali está uma exposição à base de painéis, denominada “Cristianismo e Cultura”, que nos recorda católicos que se tornaram famosos nos mais diversos ramos das ciências e das artes, decerto com algumas surpresas para muito boa gente.

domingo, 8 de julho de 2012

Tecendo a vida umas coisitas - 298


PITADAS DE SAL – 28




NOMES DE MARINHAS

Caríssima/o:

«Ocupando uma área de cerca de 2600 ha, incluindo áreas produtivas e não produtivas, o Salgado de Aveiro encontra-se organizado em 5 grupos:
Grupo do Norte, entre a cale do Espinheiro ou Rio Novo, a norte e oeste; o esteiro de Sama ou dos Frades, a sul; a cale de Bulhões e a cale da Vila, a leste;
Grupo do Mar, entre o canal principal, a sul, o esteiro de Sama ou dos Frades, a Norte, a cale da Vila, a leste, o canal de Ílhavo, a oeste;
Grupo de Monte Farinha, entre a cale de Oiro e a boca do rio Vouga (boca do Parrachil), a norte; a cale do Espinheiro ou Rio Novo, a leste e a sul; a cale do Oiro e da Gaivota, a oeste;

sábado, 7 de julho de 2012

Sarau da Casa do Povo





A Casa do Povo da Gafanha da Nazaré vai apresentar amanhã, domingo, pelas 18h30, no Pavilhão da EB 2,3 da mesma cidade, o sarau de final de ano com a participação das turmas de Ginástica Rítmica e Dança Contemporânea.
Trata-se de um espetáculo demonstrativo do desenvolvimento que as nossas jovens, dos 4 aos 25 anos, tiveram ao longo da época que agora termina e onde podemos assistir ao progresso desportivo e cultural. Destaque para a apresentação da classe de Ginástica Rítmica por nos transportar a um grande sucesso que foi a série "Fame" e mais tarde com o musical de mesmo nome.
Direção artística de Filipa Peres na Dança Contemporânea e de Sofia Matos na Ginástica Rítmica, treinadoras com vasto currículo ligado à dança, nomeadamente à Companhia de Dança de Aveiro e Dancenter, que participarão também, a solo, assim como Claudinei Garcia, nosso monitor na turma de Aeróbica e também ele muito conhecido no panorama cultural aveirense.

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Gafanha da Nazaré prepara Missão Jubilar



Urge ultrapassar indiferenças e comodismos
para construir uma comunidade integradora

No passado dia 26 de junho, teve lugar no Salão Mãe do Redentor, pelas 21 horas, uma assembleia de agentes de pastoral e de outras pessoas de boa vontade, para se inteirarem das propostas programadas no âmbito da Missão Jubilar, integrada na celebração dos 75 anos da restauração da Diocese de Aveiro. Presidiu o nosso prior, Padre Francisco Melo, que referiu a importância desta iniciativa que terá o seu auge em 11 de dezembro de 2013, data da sentença executória da restauração da nossa diocese, em 1938.
A Missão Jubilar dirige-se a todos os cristãos que vivem na Diocese de Aveiro, alargando-se a todas as pessoas «que não integram a vida paroquial», sublinhou o nosso prior.  Trata-se de uma ação cujos desafios se apoiam nas bem-aventuranças, sendo necessário «provocar um choque operativo junto de todos», tendo em vista criar novas mentalidades que conduzam a uma comunidade mais cristã. Refere o Padre Francisco que é urgente empenhar os católicos para «chegar a todos», apostando «em gestos e atitudes que envolvam toda a gente».

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Ferry Boat reinicia ligações a S. Jacinto



«A Câmara Municipal de Aveiro informa que o ferry boat “Cale de Aveiro” reiniciou as ligações a S. Jacinto. Depois de um período de reparação e manutenção para vistoria, visando a renovação da documentação legalmente exigida para operar, pelas entidades competentes, o ferryboat recomeçou a navegar de acordo com os horários em vigor, a partir de quarta-feira, dia 04 de julho 2012.»

Ler mais aqui

Gazela Primeiro em reconstrução, na Gafanha

Um trabalho de Ana Maria Lopes





"Uma fotografia sem data e sem elementos identificativos perde grande parte do seu valor, dispersando-se no tempo…
Se fornecer tantos dados que no-la permitam balizar na cronografia, pode ser um manancial precioso de conhecimento.
É o que se passa com esta excelente imagem, pela informação que nos faculta. Jorra de cada canto…
O que é que nos ensinou ou nos fez rever, reescrever ou meditar?
De assunto em assunto, fomos navegando…ou melhor, sobrevoando a zona dos Estaleiros Mónica na Gafanha da Nazaré, pelo ano de 1959. Já lá vão 53, meio século e pico…"


Ler em Marintimidades

- Posted using BlogPress from my iPad

Festival da enguia e dos ovos moles





Ver aqui
- Posted using BlogPress from my iPad

Ílhavo: receita do mês



Bacalhau à CCD com molho Pesto



Ingredientes:
· 400 g. de lombo de bacalhau
· 400 g. de batatas aos cubos
· Azeite
· Sal e pimenta q.b.

Para o molho:
· 50 g. de salsa
· 100 g. de pinhões
· 500 ml de azeite extra virgem
· 20 ml de sumo de limão
· Sal e pimenta q.b

Preparação:
Tempere o lombo de bacalhau com pimenta e deixe alourar em azeite de ambos os lados. Coloque no forno a  60 graus durante 15 minutos.
Corte as batatas aos cubos e frite em óleo a 170º.
Triture com uma varinha mágica os ingredientes para  o molho.
Emprate e decore a seu gosto.


Receita gentilmente cedida pelo CCD – Centro Cultural e Desportivo
dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Ílhavo
(Associação participante no Festival do Bacalhau 2011)
Rua do Norte – Gafanha de Aquém
 3830-167 Ílhavo

Fonte: Agenda "VER em Julho"

NOTA: Aceitam-se receitas da região.

ARTE NA COSTA NOVA






Sempre me fascinou a arte que encontramos nos caminhos da vida. Tanto quanto me impressiona a indiferença de gente que passa sem olhar para nada.


- Posted using BlogPress from my iPad

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Rotários de Ílhavo têm novo presidente

Sérgio Ribau


No próximo dia 6 de julho, toma posse o novo Conselho Diretor dos Rotários de Ílhavo, para o Ano Rotário 2012/13, que tem como Presidente Sérgio Pedro Ribau Esteves, que substitui Rui Dias. Do novo Conselho, fazem parte Manuel João Matias (Secretário), João da Madalena (Tesoureiro) e João Manuel Ribeiro (Protocolo).
O Rotary Club de Ílhavo foi fundado em 1996 e teve como primeiro Presidente o médico ilhavense João Resende, tendo presentemente 33 companheiros.
Além do apoio ao Rotary Internacional e à Fundação Rotária Portuguesa, os Rotários de Ílhavo têm realizado diversas atividades junto da comunidade, nomeadamente na recolha de livros escolares que enviaram para a Guiné, na recolha de alimentos nos hipermercados para posterior distribuição por famílias carenciadas e na oferta de colóquios abertos à população, com entidades de prestigio nacional. Ainda organizaram a sardinhada do artista, cuja receita reverteu para bolsas de estudantes carenciados na área das “belas artes”.

Tecendo a vida umas coisitas - 297


PITADAS DE SAL – 27




OS RATOS
Caríssima/o:

Muitos de nós habituados a olhar para as marinhas como se de um postal ilustrado se tratasse, não imaginamos o quão difícil é caminhar nos muros (e o caso complica-se quando, pelas várias circunstâncias, somos forçados a correr). É um exercício de equilibrismo complicado que origina cambalhotas, saltos, pontapés na atmosfera e, quantas vezes!, quedas aparatosas e banhos forçados e inesperados.
Quem andar longe desta realidade perguntará a causa de bailado tão intrigante. A resposta fácil remete para a qualidade dos serviços de reparação … Porém, o que mais origina as roturas nos muros são os ratos; é incrível como conseguem iludir os mais sagazes. Mergulham, escavam as tocas e, de tal forma que aparecem depois com uma ninhada de ratinhos encantadores. Entretanto, o “trabalho” está feito e se o marnoto não estiver atento arranja uma carga de trabalhos…
Ora, como estamos num ecossistema que queremos perfeito, as tocas dos ratos são ocupadas por enguias que fazem as delícias dos “pescadores”: quando descobrem essas luras é quem mais arregaça a manga da camisola e atira o braço com a mão à frente e grita e salta quando agarra a enguia pela cabeça e, orgulhoso, exibe o troféu:
- Esta é das grandes! Duas destas fazem uma caldeirada!
Só que…

Moliceiro


Um poema de Amadeu de Sousa 
para uma fotografia de Carlos Duarte




Moliceiros 

Vão no longe moliceiros
De asas brancas, a voar,
Ao vento, leves, ligeiros,
Por sobre a ria a singrar.
Vão no longe moliceiros
De grandes velas a arfar.

Andam na faina do dia,
Desde a manhã ao sol-pôr.
Buscam nas águas da ria,
— O moliço, verde cor.
Andam na faina do dia,
Colorido, encantador.

Vogam num lago de prata,
Circundado de cristal,
Qual sonho de serenata
Numa noite sensual!
Vogam num lago de prata
Sob o céu celestial.

Cortam as ondas de espuma
Pelas águas a boiar,
E essas vagas, uma a uma,
Vão mais longe desmaiar.
Cortam as ondas de espuma
Erguidas na preia-mar.                
Parecem os bandos de aves,
Que no céu vão a subir,
E depois voltam, suaves,
Muito leves, a cair.
Parecem os bandos de aves,
A luz do sol a fugir.

Descrevem curvas serenas,
Como talhada magia,
Umas maiores, mais pequenas,
Duma estranha bizarria.
Descrevem curvas serenas
Nas transparências da ria.

As proas são rendilhadas
por coloridas pinturas,
Com frases adequadas
As populares formosuras.
As proas são rendilhadas,
São ornadas de figuras.

Vão no longe moliceiros,
De asas brancas a voar...
Singram na ria altaneiros,
A luz do sol, ao luar,
Vão no longe moliceiros,
— Majestoso deslizar!    

Amadeu de Sousa

In Colectânea Poética

terça-feira, 3 de julho de 2012

Barra e Costa Nova com Bandeira Azul

Hastear da Bandeira Azul 

nas nossas praias sob protesto


Praia da Barra


As praias da Barra e da Costa Nova foram galardoadas, mais uma vez, com a Bandeira Azul, símbolo da qualidade total daquelas zonas balneares, nas componentes ambiental e urbana. O mérito do galardão pertence à Câmara Municipal de Ílhavo (CMI) e às entidades parceiras na gestão das praias (Administração do Porto de Aveiro, Associação dos Nadadores Salvadores, Associação dos Concessionários de Praia da Beira Litoral, Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ílhavo e Capitania do Porto de Aveiro), e muito em especial aos cidadãos que as vão preferindo e frequentando com a preocupação de contribuir para uma utilização equilibrada e sustentável.

segunda-feira, 2 de julho de 2012

30 ANOS É MUITO TEMPO

IV CONVÍVIO DE CRISMADOS NO JARDIM OUDINOT




Os crismados do ano de 1982, da Paróquia da Gafanha da Nazaré, estiveram mais uma vez reunidos em salutar e fraterno convívio, no dia 1 deste mês, no sentido de manter animados os valores adquiridos durante o longo trajecto de catequese.
O local escolhido foi novamente o Jardim Oudinot, espaço muito acolhedor para todos os que responderam ao convite, extensível às respectivas famílias. E independentemente dos afazeres profissionais, foi muito gratificante testemunhar as três décadas de gratas recordações pelos laços comuns, em distintos percursos de vida, mas com um objectivo comum: não abdicar do empenho na construção de uma sociedade mais comprometida com a procura do ideal de felicidade, sempre inspirados pelo amor como entrega aos outros.

Tecendo a vida umas coisitas - 296

PITADAS DE SAL - 26




SAL NA BÍBLIA

Caríssima/o:


No último domingo do mês pomos sempre os olhos num livro de onde extraímos algo que nos interpele ou pelo menos nos faça sorrir. Hoje vamos passá-los pela Bíblia e certamente recordaremos passagens conhecidas e encontraremos outras que nos picarão como pitadas de sal nas plantas macias dos nossos pés…

26A mulher de Lot olhou para trás e ficou transformada numa estátua de sal.
Génesis 19,26

13Deitarás sal em todas as oblações; e não permitirás que falte o sal da aliança do teu Deus sobre a tua oblação: a todas as tuas ofertas juntarás sal.
Levítico 2,13

19Todos os tributos santificados, que os filhos de Israel oferecem ao SENHOR, Eu os darei a ti, aos teus filhos e às tuas filhas como lei perpétua, aliança de sal, eterna diante do SENHOR, para ti e para a tua descendência.
Números 18, 19

Reflexos da luz na Ria


Pintura de Madina 
no Centro Cultural da Gafanha da Nazaré





Para comemorar os dois anos da reinauguração do renovado Centro Cultural da Gafanha da Nazaré, vai estar patente ao público, até 28 de julho, uma exposição de Madina, denominada "Reflexos", que retrata os reflexos da luz sobre a água. Também a beleza natural da Ria de Aveiro, numa «perspetiva nova, abstrata e misteriosa», poderá ser apreciada pelos visitantes.

Mestre Mónica




Passei há dias pelo Monumento ao Mestre Mónica, na Alameda Prior Sardo, junto à Escola do Ensino Básico 2/3, e fiquei satisfeito. o Monumento estava limpo asseado e digno do homenageado. Durante bastante tempo, tanto que nem sei calcular, o Monumento havia sido vandalizado por graffitis e a minipiscina que lhe servia de adorno na parte frontal, decerto para recordar que o Mestre sempre andou ligado às águas da ria e do mar, estava cheio de lixo. Agora está tudo como deve ser. Ainda bem.

Voltei...


Terminei o anunciado período de descanso e de reflexão. A partir de hoje, volto no mundo da blogosfera, e não só, para debitar o que penso e sei sobre o mundo e a sobre a vida que vou vislumbrando da minha janela, olhando, primeiramente, para o meu interior. Novo descanso voltará quando for preciso.
Da reflexão que fui fazendo, cheguei à conclusão de que o mundo e as pessoas, em concreto, precisam do nosso contributo. Cá estou para isso, com alguns acertos:

1.º Passei a editar um novo blogue, residente em http://fernandomartins2012.blogspot.pt/ , que dará guarida aos meus espaços da WEB. Visitando-o, os meus amigos, colaboradores e leitores com facilidade compreenderão o que pretendo;

2.º O blogue Pela Positiva ficará a partir de agora aberto às minhas ideias e aos meus escritos, entre outros, com comentários alicerçados no que se passa pelo país e pelo mundo. Será um blogue, portanto, que deseja saltar o muro das nossas fronteiras;

3.º O blogue Galafanha destinar-se-á a toda a nossa região e suas gentes, esperando eu que os meus leitores e colaboradores me ajudem na tarefa de divulgar o que vai acontecer ou já aconteceu nas suas comunidades e instituições, através de pequenos mas elucidativos textos e fotos.

Com amizade,

Fernando Martins





POSTAL ILUSTRADO — RIA DOUTROS TEMPOS

O postal que reproduzo acima é mesmo um postal ilustrado, não com as cores naturais, mas com tonalidades que eram um luxo para a época....