Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2016

Gafanha do Carmo — Parque das Merendas

Imagem
O Parque das Merendas da Gafanha do Carmo julgo que está devidamente preparado para receber quem aprecia, em tempo de verão, a sombra fresca do arvoredo enriquecida pela cobertura de palha. A merenda será fácil e as bebidas  também têm de marcar presença para refrescar corpos e ideias. Aproveitem porque daqui a uns tempos vai-se o sol e volta o frio tão desagradável.

Obras no Parque Desportivo da Gafanha da Encarnação

Imagem
«Estão a ser ampliados os balneários e está a ser preparado o terreno para a aplicação do relvado sintético. Estas intervenções visam dotar o Parque Desportivo de melhores condições para a prática desportiva de forma a incentivar o desporto e o estilo de vida saudável.
A ampliação dos balneários representa um investimento da Junta de Freguesia para que os utilizadores tenham condições dignas de higiene após a prática desportiva.
A aplicação do relvado sintético, responsabilidade da CMI, visa permitir a prática desportiva segundo os padrões mais atuais.
Estes investimentos, realizados em estreita ligação com o NEGE, decorrem do Contrato-Programa de Desenvolvimento Desportivo assinado entre a Câmara Municipal de Ílhavo, o NEGE – Novo Estrela da Gafanha da Encarnação e a Junta de Freguesia da Gafanha da Encarnação.» Li aqui

Gafanha da Nazaré — Nona Década

Imagem
1990 - 1999
Não podemos ficar indiferentes ao que continuamente se tem feito e continua a fazer na nossa freguesia e paróquia. Perfeitamente integrada na comunidade diocesana e regional de que faz parte, a Gafanha da Nazaré jamais foi terra indiferente aos ventos de mudança e do progresso.
O Congresso dos Leigos e o Sínodo Diocesano foram processos dinâmicos e renovadores da nossa maneira de ser e de estar na sociedade envolvente.
 Em Maio de 1990 morre o poeta popular Silva Peixe, natural de Ílhavo, conhecido por Poeta-Marinheiro. Cantou a Gafanha diversas vezes, ou não fosse ele um ilhavense atento às nossas terras e gentes.

Gafanha — Terra de Fé

Gafanha, terra de Fé,
És bem bonita, confesso,
— Um vergel da Nazaré —
Sempre em constante progresso!

O teu porto sobranceiro,
Que te dá tanto valor,
Leva a cidade d’Aveiro
A criar-te um grande amor!

Tens estaleiros navais,
E o Vouga passa-te aos pés.
Há sempre barcos nos cais,
És linda de lés a lés!

As tuas cores garridas
Encantam e não me …

Gafanha da Nazaré — Oitava Década

Imagem
1980 – 1989 A oitava década ofereceu um conjunto relevante de projetos que representaram uma mais-valia para o desenvolvimento da comunidade e para o bem-estar do nosso povo. A inauguração da igreja da Chave, em 8 de dezembro de 1980, simboliza a força de vontade daquele lugar da freguesia e a necessidade de o povo se reunir, para a oração, com mais familiaridade. O mesmo aconteceu na Cale da Vila, cuja igreja foi aberta ao público em 3 de julho de 1983. Entra um novo prior, foi fundado o Grupo Etnográfico da Gafanha da Nazaré, inicia-se a construção do Lar de Nossa Senhora da Nazaré, a Filarmónica Ilhavense transfere-se de armas e bagagens para a nossa freguesia, assumindo o nome de Filarmónica Gafanhense, e é fundada a Escola de Música Gafanhense. Em 1982 a paróquia recebeu a visita pastoral do nosso Bispo, D. Manuel de Almeida Trindade, na qual também participou D. António Marcelino, seu bispo coadjutor. Em 1983, por exigências legais, a Cooperativa Elétrica da Gafanha da Nazaré dá…

Crianças austríacas na Gafanha da Nazaré

Imagem
Há anos debrucei-me sobre o caso das Crianças Austríacas que foram acolhidas na Gafanha da Nazaré e noutras localidades de Portugal, na sequência da II Grande Guerra Mundial. Recordei várias, tendo conversado com alguns membros de famílias de acolhimento. Não avancei muito porque me faltou o tempo para investigar um assunto que ocupava um lugar especial na minha memória.  Volto hoje o tema, na certeza de que há na nossa região membros de famílias de acolhimento, decerto já idosos, que podem dar o seu contributo na recolha de dados. De uma leitora do meu blogue chegou-me, entretanto, um desafio de Ana R. Silva, uma investigadora da Universidade do Porto que «pretende perceber os detalhes referentes à Ação da Cáritas que trouxe crianças de vários países europeus destruídos pela II Grande Guerra até Portugal nos anos 40-50» do século passado. É óbvio que não deixarei de colaborar, se algo de importante me surgir, como desejo. Aqui ficam. portanto os meus apelos a todos os leitores dos m…