Efeméride Gafanhoa: Conferência Vicentina

16 de Fevereiro de 1953 

Nossa  Senhora da Nazaré

Conferência Vicentina de Nossa Senhora da Nazaré 

A Conferência Vicentina Nossa Senhora da Nazaré, da Sociedade de São Vicente de Paulo, foi criada pelo Prior Abílio Saraiva. Em 1952 dinamizou um grupo de senhoras para a ação social e caritativa, dentre as quais se destacaram Maria da Luz Rocha, Rosa bela Vieira, Luzia Dias de Oliveira, Isaura Castro e Idalina Caleiro. 
Reuniam-se semanalmente numa dependência da igreja matriz para analisarem situações ligadas a questões de saúde, nomeadamente, doenças pulmonares, por serem muito frequentes nessa altura. A partir daí, procuravam dar às pessoas de fracos recursos as respostas adequadas. Levavam os doentes a médicos especialistas e acompanhavam-nos a tratamentos recomendados. A Rosa Bela distinguiu-se pela disponibilidade na aplicação de injeções, qual enfermeira dedicada e competente. Nessa tarefa diária e no contacto com as pessoas apercebia-se melhor das suas carências, apoiando-as no que fosse possível, mesmo para além das doenças que motivavam as visitas.
O apoio alargou-se ao fornecimento de géneros alimentícios e outros, mas ainda à promoção social, norma muito aplicada nas Conferências Vicentinas. 
A alfabetização e a colocação profissional preencheram outro capítulo da ação das vicentinas, que nunca descuraram a recolha de fundos para beneficiar quem mais precisava. 
Em 16 de Fevereiro de 1953 deu-se a oficialização da Conferência Feminina, o que permitiu o desenvolvimento da sua intervenção na comunidade. Na década de 60 do mesmo século, houve o agravamento do problema da habitação na Gafanha da Nazaré e arredores, com a migração de inúmeras famílias para a nossa terra, em busca de trabalho que escasseava nas suas regiões. Como resposta, a Conferência colaborou na reconstrução de casas e na melhoria de outras, de forma a promover a higiene e a saúde. Forneceu móveis e roupas de vestir e de cama. 
De colaboração com a Obra da Providência, já na década de 80, organizou colónias de férias para crianças mais carentes dos ares da serra, em Paradela do Vouga e Caramulo. 
Os paroquianos que passaram pela Conferência puderam confirmar o muito que fizeram Maria da Luz Rocha e Rosa Bela Vieira pelos mais necessitados de ajuda, graças à missão que ambas assumiram como sua. Depois, e face a outras respostas sociais na comunidade, a Conferência Vicentina sentiu que era chegada a hora de passar tal missão para outras instituições. E assim aconteceu em 2003. 

Fernando Martins


Comentários

Mensagens populares deste blogue

A Ponte da Cale da Vila que ruiu

Famílias Tradicionais da Gafanha

A Borda