Almoço de confraternização

Por Maria Donzília Almeida 

Rainha

Decorreu, hoje, na cidade vizinha, o almoço na corte do AEGE (Agrupamento de escolas da Gafanha da Encarnação). O restaurante Gafanhão foi pequeno para albergar tantos cortesãos do reino vizinho, que passaram a fronteira, para vir à cidade! 
Cumprindo aquilo que já vem sendo tradição, um grupo de professores, desta vez o DCSH (Departamento de Ciências Sociais e Humanas), organizou o primeiro almoço de confraternização do corpo educativo da nossa escola, como inauguração de mais um ano letivo. 
Apesar do início deste ano ser marcado por grandes mudanças na organização e dinâmica da vida escolar, o que por si só, esmoreceria os ânimos dos professores, isso não aconteceu. Há que contrariar a fatalidade!
Com o objetivo de combater esse desânimo, proporcionar uns momentos de agradável convívio e promover a integração dos novos professores, no agrupamento, foi programado o “almoço na Corte do AEGE”, pelos elementos que integram aquele departamento. Assim, a imaginação e criatividade, apanágio da classe docente, recriou, neste convívio, um ambiente de tempos idos que a história trouxe até nós. Houve indumentária da civilização egípcia, numa linda Cleópatra ali presente, cheia de brilho nas lantejoulas que ostentava, além de outras personagens históricas. 
À medida que cada pessoa chegava, era convidada a sentar-se num trono improvisado e aí, ascendia à condição de princesa, rei ou rainha, conforme a ambição!!! A cena da coroação, só, por si, já provocava a hilaridade geral, o que fazia cumprir, na íntegra, os objetivos gerais do evento! 
Eu, com pretensões à nobreza, (!?) não tivesse a monarquia sido extinta de forma tão inglória, senti-me, ali, à altura de uma verdadeira rainha, na minha estatura de metro e meio! 
Após esta curta passagem pelo trono, os comensais iam tomando lugar nas mesas, dando ao espaço, o ar dum ambiente medieval. Toda a gente envergava uma coroa amarela e tinha na mesa uma marca de lugar, com a saudação Shalom. Já que a disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica integra o departamento organizador, ali estava a sua marca! 
O almoço decorreu em ambiente descontraído, onde imperou a boa disposição e as pantominices de quem vestiu o papel da realeza! 
Para alimentar o ânimo dos professores, encorajando-os para a dura tarefa da educação, foram passando, durante o almoço, em ecrã gigante, os testemunhos de alguns alunos, chegados ao final do seu percurso escolar, na nossa escola. Traduzem, de forma concludente, os resultados positivos de quantos se empenham a formar cidadãos do amanhã. Esta mensagem subliminar foi impregnando as nossas mentes de energia e determinação, tão necessárias no desempenho do nosso magistério. 

12.09.2012

Comentários

Daniel disse…
Srª Dª. Donzília Almeida


Poderá clarificar-me se foi/é professora da escola primária sul da Gaf. Encarnação?

Se sim leccionou durante os anos 89~93?

Cumprimentos,
Daniel

Mensagens populares deste blogue

A Ponte da Cale da Vila que ruiu

A Borda