O GAFANHÃO HUMANIZOU A DUNA

Quem surriba chão de areia...
“Quem surriba chão de areia não encontra onde enterrar raízes de esperança e quem irriga duna virgem sabe que mija numa peneira! Quem lança a semente em ventre que é maninho não pode ter esperanças de fecundação. E, por isso, o Gafanhão, antes de cultivar a lomba, teve de corrigir-lhe a esterilidade servindo-se da Ria que lhe passa à ilharga, procurando nela a nata que amamentou a semente que deixou cair, amorosamente, naquele chão danado. E humanizou a duna.” Frederico de Moura Citado em “Gafanha da Nazaré – Escola e comunidade em mudança”

Comentários

Mensagens populares deste blogue

A Ponte da Cale da Vila que ruiu

A Borda