Escritores fascinados pela Ria de Aveiro — 26



Ai que lindo casamento
Passou ali ao cruzeiro! ...
— Era noivo o Rio Vouga,
E noiva, a Ria de Aveiro.

Pelas noites de luar
Ou ao sol de um claro dia,
Que lindo um barco a vogar
Nas águas mansas da Ria!

Para te evocar, Aveiro,
Mais a quem em ti se cria,
Basta um barco moliceiro
Da tua esplêndida Ria!

Reinaldo Matos
“Sinfonia de poemas de Reinaldo Matos — 25 anos de poesia”

Comentários

Mensagens populares deste blogue

A Ponte da Cale da Vila que ruiu

A Borda