Pescador e Seca do Bacalhau


Esta fotografia, tão antiga, ou quase, como a Gafanha da Nazaré, mostra-nos um dos nossos antepassados, em pose autêntica. De barrete na cabeça, barba, cajado debaixo do braço e cordas nas mãos para um qualquer fim, ali está, talvez sabendo que vai ficar para a história. Ao fundo, uma seca e lugres, então de três mastros. A quem o identificar dou-lhe um doce...

Comentários

Anónimo disse…
Era o Ti António da Bicha, que morava perto da Fonte das Lebres,zona que atualmente se chama Bairro da Mata.Há mesmo uma rua que dá acesso a este Bairro, que tem o nome deste Senhor.

Leopoldo Oliveira
Fernando Martins disse…
Meu caro

Vou aguardar mais sugestões... E se for como dizes, tens direito a um docinho!

Um abraço

FM
Ana Maria Lopes disse…
Boa noite, caro Amigo:
Já ontem tinha visto o pescador gafanhão, junto às secas, foto, creio, que fui eu que lha enviei para ver se alguém a identificava. Penso que não estou enganada.
Agora, com o possível reconhecimento que houve por parte de um seu Amigo, até fiquei satisfeita.
Claro que eu não conheci a pessoa em causa.
Já agora, também lhe digo que fiquei satisfeita por o João Zagalo ter sido nomeado "Confrade de honra", devido à muita estima que tenho por ele.
A pedido de confrade amigo, sugeri-o para o efeito e resultou.
Sempre considerei muito o João Zagalo, em todo o convívio que com ele tive em Testa & Cunhas e, porque pescadores daqueles tempos já não abundam.
Boa noite, caro Professor.
Sempre com inovações no seu Blogue, além do novo acordo ortográfico a que ainda não me abalancei.
Fernando Martins disse…
Bom dia, Dra Ana Maria

Foi, de facto, a minha boa amiga que me enviou, há tempos, a foto do pescador. Na altura lancei o desafio para a identificação do pescador, ou vestido à moda do pescador, mas ninguém disse nada. Agora surgiu a hipótese lançada pelo Leopoldo... Vamos aguardar para tentar chegar a uma conclusão...


Fernando

Mensagens populares deste blogue

A Ponte da Cale da Vila que ruiu

A Borda