quarta-feira, 8 de novembro de 2017

“Bússola Partilhada” aposta no desporto ao ar livre






Com a cedência de um imóvel onde funcionou, na Gafanha da Nazaré, o jardim de infância da Chave, à associação “Bússola Partilhada”, para o exercício da sua atividade social, desportiva e cultural, a Câmara Municipal de Ílhavo (CMI), na pessoa do seu presidente, Fernando Caçoilo, procedeu no domingo, 29 de outubro, à inauguração da nova sede, que se apresentou profundamente remodelada. O autarca ilhavense referiu que a CMI, ao entregar este equipamento, sentiu que se tratou de uma iniciativa «útil para uma associação importante para o nosso município e para a nossa freguesia». 
Fernando Caçoilo fez questão de referir que esta opção da câmara, de aproveitar edifícios abandonados para novos fins, depois de reconvertidos, é um sinal da boa gestão da autarquia. «A partir de hoje a “Bússola Partilhada” tem muito melhores condições para os sócios praticarem as suas atividades e encontros», frisando a certeza de que «contribuirá para o crescimento da associação».
Carlos Rocha, presidente da Junta de Freguesia, adiantou que a Gafanha da Nazaré é «uma terra riquíssima a nível de instituições e associações, a maioria delas ativas e voltadas para bem servir a comunidade, que é o mais importante». Falando da “Bússola Partilhada”, o presidente da autarquia referiu que esta associação se carateriza, fundamentalmente, «pela prática de desportos ao ar livre, desenvolvendo eventos de cariz solidário», provando que «olha para as pessoas», o que justifica o «apoio incondicional da junta». 
Basílio Nunes, presidente da direção da “Bússola Partilhada”, da qual fazem parte Sérgio Sarabando (secretário) e Ulisses Vareta (tesoureiro), explicou que a associação começou com o jogo da Petanca, importado de França pelos nossos emigrantes. Reuniam-se no Jardim Oudinot, como ainda hoje o fazem, para jogar e conviver. «Todos os dias, mesmo que chova», disse. Depois, resolveu «avançar com um grupo para a constituição e legalização da associação, que completa sete anos de vida em 16 de dezembro próximo». 
A partir daí, Basílio Nunes procedeu a pesquisas e descobriu que, afinal, até havia no nosso país a Federação Portuguesa de Petanca, criada em 2005, na qual se filiou a “Bússola Partilhada”, o que prova à evidência a importância deste jogo em Portugal, terra de emigrantes. E lembra um grande torneio de abertura que se realizou no Jardim Oudinot, com cerca de 300 participantes, oriundos de todo o país, desde as Taipas, mais ao Norte, até ao Algarve. 
Como alguns sócios alimentam outros gostos, a associação organizou a secção de BTT (Bicicleta Todo o Terreno), inicialmente com alguns campeões, mas cedo descobriu «que o melhor caminho seria deixar entrar toda a gente: novos, velhos, bons, fracos, sendo eu um dos mais fraquitos», afiançou. 
Presentemente, já está em atividade mais uma secção, o Paraquedismo, animada por antigos praticantes, que ensinam os mais novos. Organizam eventos e demonstrações, havendo, naturalmente, a colaboração da Base de São Jacinto. E outras secções hão de surgir, à medida dos interesses ou paixões dos associados. 
Importa relevar a componente solidária da “Bússola Partilhada”, no apoio a quem precisa, traduzido na entrega de uma cadeira elétrica de rodas para um jovem poder circular por onde desejar, e outra, mais simples, mas fundamental, para uma menina poder comer à mesa. Ainda contribuem com donativos para algumas instituições.
A nova sede, cedida pela autarquia ilhavense, contou com o apoio da Junta de Freguesia da Gafanha da Nazaré, mas também de diversas empresas da região, e «vai ser — frisa Basílio Nunes — o nosso virar de página para a integração de toda a gente, novos e velhos, homens e mulheres, no desporto ao ar livre».

Fernando Martins

Sem comentários:

Bacalhau confitado em pasta de azeitona

Ingredientes:  2 lombos de bacalhau previamente demolhados  6 dentes alho  1 folha louro  100g...