Eça de Queiroz na Costa Nova

:
Palheiro de José Estêvão
a Costa Nova – e eu considero esse um dos mais deliciosos pontos do globo. É verdade que estávamos lá em grande alegria e no excelente chalé Magalhães.
(Eça de Queiroz Entre os seus, Cartas Íntimas, 15 de Julho, 1893)
Apesar de ter retardado ontem o meu jantar até às nove da noite, não pude desbastar a minha montanha de prosa. Levar as provas para os areais da Costa Nova, não é prático – ó homem prático! Há lá decerto a brisa, a vaga, a duna, o infinito e a sardinha – coisas essenciais para a inspiração – mas falta-me essa outra condição suprema: um quarto isolado com uma mesa de pinho. (Carta a Oliveira Martins, 1884)
:
Do livro "Imagens do Portugal Queirosiano", de Campos Matos, 1976 :

Comentários

Anónimo disse…
Mas ainda há mais, pelo que tenho ouvido.

Alberto Neves

Mensagens populares deste blogue

A Ponte da Cale da Vila que ruiu

A Borda